twitter

Nosso endereço é um estouro



O INEP, responsável pelo Enem, acaba de divulgar as datas de inscrição para o exame deste ano: de 23 de maio, a partir de 10h até dia 10 de junho, às 23h59. As inscrições serão feitas exclusivamente pela internet.

As inscrições vão custar R$ 35. E, assim como nas outras edições, haverá isenção do pagamento da tarifa para alunos que terminam o ensino médio em rede pública.

Os documentos necessários para inscrição são: RG e CPF.

As provas deste ano serão nos dias 22 e 23 de outubro.

Algumas regras seguem as mesmas no Enem 2011: estão proibidos o uso de lápis e borracha na prova e os inscritos não poderão portar relógio e celular.

O exame deverá ser respondido com caneta preta ou azul.

Caso os inscritos levem relógio ou celular, os objetos serão colocados em sacos plásticos lacrados, identificados e serão mantidos embaixo da cadeira dos candidatos durante a prova.




Comemoramos no sábado dia 14 de maio, o dia das mães na Escola Estado do Pará. Uma festa bonita, onde as mães recitaram poesias, cantaram, dançaram , deram depoimentos, ganharam diversos brindes, sortearam-se três cestas básicas, uma cesta de beleza e desfrutaram de um gostoso lanche.
Além disso, tivemos a apresentação de uma dança pelas as alunas do Mais Educação e músicas cantadas pelos alunos do 1º ano e 3º ano tarde em homenagem as mães.
O Núcleo Gestor e os professores empenharam-se na realização dessa bela festa.
Mães, parabéns pelo seu dia.
video


video


CARTAS DE LEITOR

Durante o mês de abril, os aluno do Ensino Médio (3º A e 3º C ) estudaram as características, usos e finalidades do gênero textual carta de leitor.
Diante de tantos problemas sofridos pela população do nosso bairro, os aluno produziram cartas destacando os principais problemas da comunidade.
As cartas foram organizadas por assunto. Eis algumas cartas.
Professora Sílvia.

Assunto: A iluminação e conservação do polo de lazer

Fortaleza 27 de abril de 2011
Ao blog da Escola estado do Pará

O governo investiu mais de milhões em infra estrutura na criação do polo e no calçadão, agora após um ano a pista de skat está com as barras enferrujadas, o campo não é bem conservado e a iluminação nem se fala. Então prestemos atenção para onde vai os nossos impostos para que não continue essa sujeira.
Vicente Neto.


Fortaleza 25 de abril de 2011
Ao blog EEFM Estado do Pará

Antes o polo de lazer estava sendo aguardado com a maior ansiedade pela população de Fortaleza, mais depois de um ano, o descaso com a sociedade aparece para todo mundo ver.
O polo de lazer antes que era bem freqüentado por famílias de todos os bairros. Hoje só aparece algumas pessoas que são praticantes de esporte. O motivo do desaparecimento da população é a falta de iluminação e segurança, faz um mês que esse problema surgiu, isso afasta os pedestres que ficam com medo de assalto e ninguém quer freqüentar um local público às escuras.
Eu só peço que as autoridades resolvam o problema, antes que o polo vire um local de usuários de drogas e assaltos porque afinal, todos merecemos um pouco de lazer.
Mardilson da Silva Azevedo.


Fortaleza 27 de abril de 2011
Ao blog da EEFM Estado do Pará

No início tudo são as mil maravilhas fazem festas de inauguração chamam a população para ver as obras como ficam.
Depois com o passar do tempo não procuraram saber como está as condições daquele local, e isso fez com que as coisas se acabem por falta de conservação.
A população fica indignada com os governantes que não tomam providências e fazem reclamações para que a situação melhore, mas nem sempre os pedidos são atendidos.
O polo de lazer é um local bom para os jovens praticarem esportes: eu percebi no pouco tempo que moro aqui que os jovens gostam de estar naquele local, pois ali fica mais distante da violência, das drogas, etc.
São muitos problemas em todo mundo mas, aparece sempre uma luz no fim do túnel e tudo pode mudar um dia, só precisamos lutar e acreditar que tudo vai dar certo.
Késsia Queiroz da Silva.

Assunto: Os alagamentos nas ruas de Fortaleza


Fortaleza, 25 de abril de 2011
Ao blog da Escola Estado do Pará

Os alagamentos no bairro são muito constantes na época de chuvas, várias ruas ficam cheias de águas por muitos dias.
A principal causa desses alagamentos é a falta de saneamento básico, esgotos entupidos, lixos jogados nas ruas, entre outros.
Pessoas perdem seus eletrodomésticos, móveis, sem poder fazer basicamente nada e esses problemas não são de agora, há vários anos a comunidade sofre com isso. Até quando vamos ter que aguentar isso?
Isaias Marques.

Fortaleza, 25 de abril de 2011
Ao blog da Escola Estado do Pará

Atualmente o bairro da Aerolândia, se encontra em situação problemática com as enchentes que anualmente no período de chuvas, entre os meses de fevereiro a maio, ocasionam inundações em diversos locais.
As enchentes contribuem para agravar ainda mais a situação de comunidades localizadas em áreas de risco, favorecendo o aumento de doenças.
Os moradores de várias ruas da Aerolândia sofrem com as enchestes que invadem suas casas. Basta uma chuva um pouco mais forte, para o rio subir e alagar as ruas. Os moradores estão tão acostumados com essa situação que nem procuram mais ajuda.
Maria Cristiane Lopes.



Assunto: Saúde

Fortaleza, 25 de abril de 2011
Ao blog da Escola Estado do Pará
O atendimento no posto de saúde do nosso bairro está bastante precário, de vido a freqüente falta de médicos, o mal atendimento, e a demora para uma consulta tem revoltado a população, principalmente agora com tantas pessoas com virose e suspeitas de dengue que têm lotado o posto fazendo com que a situação fique mais preocupante em relação a nossa saúde.
Francisco felipe de matos Rodrigues.


Fortaleza, 25 de abril de 2011
Ao blog da Escola Estado do Pará

Manifesto meu descontentamento em relação ao atendimento ao posto de saúde. Que não tem condições de pagar um plano de saúde, tem que esperar várias horas nas filas, por um atendimento de má qualidade e sem a certeza que será atendido. Somos tratados com um bicho, os funcionários parecem trabalhar sem vontade, falta médicos, remédios e estrutura.
Muitos médicos nem sequer examinam os pacientes, não cumprem seu dever, pois sabem que trabalhando ou não, no final do mês, tem seu salário garantido. E é por isso que muitas pessoas preferem correr o risco de se auto-medicarem do que passar constrangimentos e ser desrespeitado no posto.
Soraya Mineõ.


Fortaleza, 25 de abril de 2011
Ao blog da Escola Estado do Pará

No posto de saúde da Aerolândia o atendimento é inadequado. Há demora, os recursos são insuficientes e faltam médicos para o atendimento básico da população.
Um dos principais motivos que leva a essa situação são os baixos salários dos médicos, que acabam acumulando empregos e diminuindo a qualidade do atendimento , penalizando a população.
Samatha Amaro.


Fortaleza, 25 de abril de 2011
Ao blog da Escola Estado do Pará

Na Aerolândia a situação é critica em relação ao mosquito transmissor da dengue, mas só chegou a tal ponto , por conta da falta de cuidado da população local.
Eu sou moradora do bairro e por isso afirmo que são poucas as pessoas que realmente se preocupam em combater a doença, talvez por falta de tempo , preguiça, falta de informação, ou simplesmente por não dar tanta importância a gravidade da doença.
Juliu R. Da Silva.


Assunto: Falta de segurança


Fortaleza, 25 de abril de 2011
Ao blog da Escola Estado do Pará

A comunidade da Aerolândia sofre bastante com a insegurança, e as autoridades parecem não se preocuparem com isso, a grande maioria dos policiais ajuda nessa marginalidade. Como? Dando armas, drogas, escondendo os marginais, entre outras.
E que sofre com isso? Nós! A população da Aerolândia, honesta e trabalhadora.
Jessica Rabelo.


Fortaleza, 25 de abril de 2011
Ao blog da Escola Estado do Pará

Sou moradora do bairro Aerolândia e vejo como a insegurança faz parte do nosso cotidiano e é muito difícil conviver com isso. Um exemplo de insegurança é morar em uma região crítica onde há uma gangue, e ter medo de ir para o outro lado do bairro por ser região de uma outra gangue rival, só por não morar no outro lado do bairro.
Os limites que a gangue impõe aos moradores os leva a quê?
Reginaldo dos Santos Pinheiro.



Fortaleza, 25 de abril de 2011
Ao blog da Escola Estado do Pará

A Aerolândia já foi um bairro muito tranquilo de se morar, mas infelizmente de uns tempos pra cá tornou-se um bairro bastante perigoso, por conta, de tantos assaltos e das brigas de gangues.
Os cidadãos honestos já estão com medo de sair nas ruas devido a falta de segurança.
Karine Stefâny Eosta Medeiros.


Fortaleza, 25 de abril de 2011
Ao blog da Escola Estado do Pará

Não é de hoje que os moradores do bairro Aerolândia, em Fortaleza reclamam da falta de segurança. Os assaltos acontecem a qualquer hora do dia e da noite. Ninguém anda ou dirige tranquilamente pelas ruas do bairro. Quando as abordagens não são diretas, os assaltantes jogam pedras e pedaços de madeira nas ruas fazendo os motoristas pararem e assim transformam-se em vítimas fáceis.
Anderson Ferreira Bento.


Fortaleza, 25 de abril de 2011
Ao blog da Escola Estado do Pará

A população da Aerolândia vem sofrendo constantemente com a falta de segurança. A marginalidade tomou conta dos jovens dessa comunidade.
As causas? O descaso das autoridades quanto a infra estrutura, segurança e lazer.
Com poucas opções de lazer os jovens procuram o crime suas mentes. Outros pontos negativos também fazem com que o bairro se torne perigoso, como por exemplo ruas desertas com pouca iluminação e poucos policiais a serviço da comunidade.
Jeferson de Sousa.

Fortaleza, 25 de abril de 2011
Ao blog da Escola Estado do Pará

A insegurança e o medo de sair na rua, é hoje uma realidade vivida no bairro da Aerolândia, assaltos e crimes, assassinatos e consumo de drogas, mancham a imagem do bairro, de famílias boas e um povo que só pede paz.
O aumento do número de assaltos e a rivalidade entre gangues acabam resultando em mortes de jovens na flor da idade.
Flávio Roberto Pereira Pires.

Fortaleza, 25 de abril de 2011
Ao blog da Escola Estado do Pará
Na nossa cidade cidade a maioria das ruas são repletas de buracos, isso é um problemas por que muitas vezes a população sofre com as causas.
O número de buracos não param de aumentar e quanto mais chove as dificuldades aumentam no nosso dia-a-dia e ninguém faz nada para melhorar as condições de nossas ruas. Os motoqueiros sofrem quando passam por um buraco, os carros também. Nós mesmos sofremos por que a noite podemos topar e cair, ou quando o carro passa pelos buracos e molham as pessoas.
Portanto os prejuízos ficam ocorrendo e nada de ninguém fazer nada para ajudar a melhorar as ruas.
Edilane Paiva dos Santos.


Veja essa curiosidade:

Há 125 anos, em 08 de maio de 1886 o farmacêutico norte-americano John Pemberton preparou um extrato que era para ser um remédio e se tornou a bebida mais popular do mundo, a Coca-cola. O nome e o logotipo da marca foi criação do gerente comercial da marca Frank Robinson.








No dia 05 de maio, aconteceu no LEI mais uma aula da Professora Sílvia Garcia de Português , dando continuidade ao Projeto do Jornal On line. Os alunos do 3º Ano A turno tarde, tiveram a oportunidade de realizar digitação, diagramação e composição do jornal através da ferramenta Scribus, disponível no Linux Educacional.




Os alunos do Ensino Fundamental do turno manhã, neste dia 05 de maio aplicaram flúor sob a orientação da dentista do Posto de Saúde da Aerolândia. Uma ação de efetiva importância para incentivar a higiêne bucal em nossa escola.










Ocorreu na Escola Estado do Pará, nos dias 03,04 e 05 de maio palestras relacionadas a Semana de Ação Mundial pela Educação Não-Discriminatória.
A psicóloga Wanne e o Assistente Social Régis Rodrigues, debateram com os alunos sobre o respeito as diferenças, fundamental para o bom convívio em sociedade. Diferenças sim! Desigualdades não!









Organizada pelo Professor Daniel, da disciplina de Artes, aconteceu de 02 a 06 de maio na Sala de Vídeo a Exposição Mitos. A exposição é resultado do trabalho realizado pelo professor em sala de aula, refletindo sobre a presença da mitologia em nossa vida.
Confira as fotos.



Comemoramos no dia 02 de maio o aniversário da Coordenadora Escolar Lidiane Ramos, com um lanche especial. Neste dia lhe desejamos muita saúde, paz e felicidades.
São os votos de todos os que fazem a Escola Estado do Pará.


video